segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011



Um band-aid no coração,
um sorriso nos lábios- e tudo bem.
O que se há de fazer?

-Caio Fernando Abreu-